Este site não está atualizado, consulte o site do agrupamento atualizado em www.aeffl.pt
Siga-nos RSS Facebook Twitter
7 de Agosto de 2020
  • Decrease font size
  • Default font size
  • Increase font size

 
Acontece com os livros o mesmo que com os homens, um pequeno grupo desempenha um grande papel.
Voltaire
(escritor e filósofo francês 1694-1778)


Temo o homem de um só livro.
São Tomás de Aquino

 
As pessoas influenciam-nos, as vozes comovem-nos, os livros convencem-nos, os feitos entusiasmam-nos.
John Henry Newman

 
O que não consigo criar não consigo compreender.
Richard P. Feynman

 
A melhor prova de que a navegação no tempo não é possível é o facto de ainda não termos sido invadidos por massas de turistas vindos do futuro.
Stephen Hawking

Início Biblioteca Escolar Livro do Mês
Livro do Mês


Abril de 2011 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
.A Balada da Praia dos Cães
José Cardoso Pires
Leya

"O romance foi escrito no período pós-revolução de 25 de Abril de 1974. A acção situa-se no princípio dos anos 60, e retrata alguns aspectos da sociedade portuguesa em plena época da ditadura salazarista. Relata a investigação dum assassínio; e a história começa com o relatório da descoberta de um cadáver enterrado na Praia do Mastro em 3 de Abril de 1960. Mais tarde, a polícia descobre tratar -se do major Luís Dantas Castro, um militar preso por tentativa de rebelião contra o regime vigente e que escapara da prisão."
 
Março de 2011 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
.Os da minha rua
Ondjaki
Leya

Há espaços que são sempre nossos. E quem os habita, habita também em nós. Falamos da nossa rua, desse lugar que nos acompanha pela vida. A rua como espaço de descoberta, alegria, tristeza e amizade. Os da Minha Rua tem nas suas páginas tudo isso.
Continuar...
 
Fevereiro de 2011 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
.Pensageiro frequente
Mia Couto
Caminho, 2010


Originalmente concebidos como artigos para uma revista, estes textos ganham autonomia e actuam como breves mas indeléveis peças literárias.
Um reencontro com a escrita de Mia Couto num livro que se abre como uma aguarela das terras e das gentes de Moçambique.
Excerto:
«A partida de futebol é sempre mais que o resultado. O mais belo num jogo é o que não se converte em pontos de classificação, é aquilo que escapa ao relatador da rádio, são os suspiros e os silêncios, os olhares e os gestos mudos de quem joga dentro e fora das quatro linhas.»
 
Janeiro de 2011 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
.

Este livro elege como cenário a extraordinária saga da emigração portuguesa para França, contada através de uma galeria de personagens inesquecíveis e da escrita luminosa de José Luís Peixoto. Entre uma vila do interior de Portugal e Paris, entre a cultura popular e as mais altas referências da literatura universal, revelam-se os sinais de um passado que levou milhares de portugueses à procura de melhores condições e de um futuro com dupla nacionalidade.
Avassalador e marcante,  Livro expõe a poderosa magnitude do sonho e a crueza, irónica, terna ou grotesca, da realidade.
Através de histórias de vida, encontros e despedidas, os leitores de Livro são conduzidos a um final desconcertante onde se ultrapassam fronteiras da literatura.»

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 10