Este site não está atualizado, consulte o site do agrupamento atualizado em www.aeffl.pt
Siga-nos RSS Facebook Twitter
26 de setembro de 2020
  • Decrease font size
  • Default font size
  • Increase font size


Não se pode ensinar tudo a alguém, pode-se apenas ajudá-lo a encontrar por si mesmo.
Galileu Galilei

Nós não somos do século de inventar as palavras. As palavras já foram inventadas. Nós somos do século de inventar outra vez as palavras que já foram inventadas.
José Almada Negreiros

 
Eu não gosto dela e lamento alguma vez ter tido alguma coisa a ver com ela.
Erwin Schrödinger sobre a Mecânica Quântica

 
As pessoas, de início, não seguem causas dignas. Seguem líderes dignos que promovem causas dignas.
James Clerk Maxwell

 
A honestidade foi e será sempre a arma decididamente mais forte para todas as lutas da humanidade que vive e progride.
Enrico Fermi

Início Contrato de Leitura Sugestões para o Contrato de Leitura - 11º Ano - Jan 07
Sugestões para o Contrato de Leitura - 11º Ano - Jan 07 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
  

Lau Mim

Autor: Patrícia Madeira
Editora: Temas e Debates

"Lau Mim" é um romance ao mesmo tempo sério e cómico que nos leva ao universo caótico e mutante de Laura Maria (mais conhecida por Lau), uma rapariga de «quase dezasseis anos» - como insiste em dizer - que, embora não escape à regra, recusa considerar-se uma adolescente típica.
Perturbada com as mudanças no seu corpo (as maminhas que crescem anarquicamente) e as sensações novas com as quais ainda não aprendeu a lidar (a dualidade Laura-Suave e Maria-Camionista), Lau Mim não quer apaixonar-se, mas não resiste ao amor, não quer ser adulta, mas detesta que a tratem como uma criança, escolheu viver um dia de cada vez, mas não deixa de preocupar-se com a inevitabilidade da morte e a certeza de que tudo tem um fim.

 

 

[2001, Instantâneos de Sapo]

Autor: Patrícia Madeira
Editora: Oficina do Livro

 

Estreia na ficção de Patrícia Madeira (n. 1971), "[ 2001, instantâneos de Sapo]" é um retrato de uma geração, dos vinte aos trinta (e tal), citadina, endinheirada, consumidora e viajada, no Portugal dos nossos dias. Pedro Sapo (alcunha), professor de semiótica, 1,95m, 28 anos, solteiro, é a personagem principal destes instantâneos. Com os seus amigos, festeja numa casa perto de Lisboa, com piscina aquecida, a passagem do ano 2000 para 2001, é assediado pelas mulheres pelo seu físico mas responde-lhes com metafísica, viaja para Nova Iorque ou Viena, tem um pai reformado que passa os dias (e as noites) em frente ao televisor, zappando até a emissão chegar ao fim, tendo já quase criado raízes no sofá, a mãe começou a frequentar reuniões de beneficência para evitar criar conflitos.

 

A Biblioteca Mágica

Autor: Jostein Gaarder
Editora: Editorial Presença

 

Dois jovens primos e grandes amigos separam-se depois das longas férias do Verão. Mas as novidades são tantas que para se manterem em contacto um com o outro recorrem às cartas, numa espécie de livro-diário, onde contam tudo o que lhes acontece. Nesta troca de correspondência encontram acidentalmente uma estranha carta caída da mala da Lilli dos Livros, com indicações misteriosas que os dois jovens vão investigar...
Uma descoberta ou um reencontro com o mundo dos livros, desde os mais antigos até aos mais actuais, onde se revelam a todos os leitores importantes características das diferentes épocas do livro.