Este site não está atualizado, consulte o site do agrupamento atualizado em www.aeffl.pt
Siga-nos RSS Facebook Twitter
9 de Agosto de 2020
  • Decrease font size
  • Default font size
  • Increase font size

 
Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro.
Henry Thoreau

 
A melhor prova de que a navegação no tempo não é possível é o facto de ainda não termos sido invadidos por massas de turistas vindos do futuro.
Stephen Hawking

 
O livro é uma extensão da memória e da imaginação.
Jorge Luís Borges

 
A honestidade foi e será sempre a arma decididamente mais forte para todas as lutas da humanidade que vive e progride.
Enrico Fermi

 
Nada na vida deve ser receado. Tem apenas que ser compreendido.
Marie Curie

Outubro de 2006 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 As Lágrimas do Assassino
Anne-Laure Bondoux
Asa, 2005

 

 

Considerado um dos melhores romances de 2002/2003 em França, As Lágrimas do Assassino obteve praticamente todos os prémios literários nesse país, incluindo o importante Prix Sorcières 2004, atribuído anualmente ao melhor romance juvenil publicado em França.

A família Poloverde vive numa pequena casa, conhecida como a Casa do Fim do Mundo, a última casa antes do deserto e do mar, no sul do Chile. Neste lugar, a natureza é inóspita, a vida é dura e o isolamento, total. Aqui cresce o pequeno Paolo, selvagem, sozinho, correndo atrás das serpentes. Um dia vê chegar um homem, ao longe, no caminho. Ninguém ia ao fim do mundo por acaso e desta vez não era um geólogo, um agente de viagens e menos ainda um poeta. Desta vez era Angel Allegria – um homem mau, um marginal, um assassino. Um romance magnífico sobre a inocência e o mal!