História Versão para impressão

    Complexo das salas de aulas da antiga Escola Industrial de OlhãoAs raízes da actual Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes mergulham na antiga Escola Industrial de Olhão que ministrava o ensino técnico nesta localidade. Situava-se no antigo Largo da Feira, junto ao Matadouro Municipal, no edifício ainda lá existente. Actualmente, nesse edifício (lado poente) funciona a Escola Básica do 1º Ciclo do Largo da Feira.
    Nesse período, o ensino técnico tinha a duração de cinco anos, em que o 1º e o 2º anos eram de carácter preparatório, sendo os outros três de forComplexo das salas de aulas da antiga Escola Industrial de Olhãomação mais específica, abarcando áreas como a Mecanotecnia e Electrotecnia (formação de electricista) e Formação Feminina. Os Mestres Bandarra e Oliveira, os Engenheiros Inácio da Luz e Martiniano Leal são exemplos de professores desse tempo. Também não podemos deixar de referenciar o Director Dr. António Almeida.
    Após Revolução de 25 de Abril de 1974, com os novos Governos e reformas do sistema de ensino no nosso pais, houve a necessidade de criação de um novo edifício. Este seria construído em 1977 junto à actual Praça de Agadir, na Horta do Pádua. Trata-se de um modelo pré-fabricado de origem sueca, constituído Fachada do edifício aonde funcionou a secretaria da antiga Escola Industrial de Olhãopor Bloco Central, Bloco Norte, Bloco Sul, Pavilhão Gimnodesportivo e Oficinas, assim como Campo de Jogos. Estava criada a Escola Secundária de Olhão. Foi efectuada a mudança, tendo-se aproveitado parte das próprias mobílias. Ainda hoje existem as peças do escritório do antigo Director, em estilo holandês.
   Transitaram para a nova escola muitos professores e funcionários, provenientes do antigo edifício, que progressivamente se têm reformado. Só mais tarde, o Diário da República, publicou o despacho autorizando a atribuição de um patrono à escola, o Dr. Francisco Fernandes Lopes

P.P.

 

Actualizado em Segunda, 26 Abril 2010 13:18